quarta-feira, maio 22, 2024

InícioESPORTESLusa bate São Bento em noite inspirada de Daniel Costa e é...

Lusa bate São Bento em noite inspirada de Daniel Costa e é campeã da A2

Foto: Ronaldo Barreto/NETLUSA

A Portuguesa é campeã da Série A2 do Campeonato Paulista. Contando com o brilho de Daniel Costa, o garçom rubro-verde, a Lusa venceu o São Bento por 2 a 0 na noite deste domingo (17), no Canindé, e conquistou o torneio, pela terceira vez.

LEIA TAMBÉM: Portuguesa tem seis representantes na Seleção do Paulista A2 2022

A Portuguesa foi melhor no primeiro tempo e abriu o placar aos 42 minutos. Daniel Costa cobrou escanteio, a bola desviou em dois jogadores da equipe visitante e em Naldo, que festejou o gol. No tempo final, o meia novamente lançou na área e contou com o desvio dos rivais – desta vez de Sacoman – para marcar o segundo da Portuguesa.

Com o final da A2, a Rubro-Verde irá ficar mais de dois meses sem entrar em campo. O próximo compromisso da equipe será apenas pela Copa Paulista, que tem início marcado para o primeiro final de semana de julho.

Primeiro tempo: Melhor, Portuguesa é premiada no fim

Diferentemente do primeiro jogo, que começou bem solto e com os times leves, o duelo de volta teve um começo mais nervoso e brigado. Marzagão, dos mandantes, e Bolt, dos visitantes, foram amarelados nos primeiros 12 minutos.

Outro ponto que também mudou em relação ao jogo em Sorocaba foi a postura da Rubro-Verde. A Portuguesa foi superior e atacou mais. Em chute cruzado, Tauã levou perigo aos 32 minutos.

O gol que premiou a melhora da Lusa na etapa inicial saiu aos 42 minutos. Daniel Costa cobrou escanteio da esquerda, a bola desviou em Cristiano e Victor Pereira, do São Bento, e no zagueiro Naldo, que saiu para o abraço. No intervalo, o próprio defensor afirmou que não sabia se o gol havia sido dele.

Segundo tempo: Foi ‘Replay’ do gol da Portuguesa?

Mesmo com a vantagem, a Lusa voltou ligada do vestiário. Com apenas quatro minutos, Gustavo França ameaçou o goleiro adversário.

O segundo gol da Portuguesa, aos 16 minutos, teve a mesma ideia do primeiro. Daniel Costa novamente levantou na área, mas desta vez era uma falta na intermediária e não o escanteio. O lance perigoso contou com o desvio da zaga do São Bento. Sacoman subiu firme e testou contra a própria meta para marcar o segundo. Desta vez, sem dúvidas: o gol contra foi claro.

A Rubro-Verde aproveitou que o adversário sentiu o golpe e quase nocauteou. Aos 26, Daniel Costa encontrou Léo Castro sozinho na cara do goleiro. O atacante tirou de Zé Carlos, porém a bola pegou caprichosamente na trave. A resposta veio um minuto depois, na joagada de Wilson Júnior, que tocou para Fabinho bater com muito perigo perto do gol.

Nos minutos finais, os visitantes esboçaram crescer na partida, tanto em bolas pelo alto como em chutes de longe. Denis Nevis, aos 43, cobrou falta com perigo. A torcida soltou o grito de ‘é, campeã’ aos 44 e Luan teve outra oportunidade para ampliar. Já nos acréscimos, Eduardo Diniz fez tudo na jogada, driblou o goleiro, entretanto bateu para fora na hora de se consagrar.

Público faz linda festa

12.219 torcedores foram ao Canindé e proporcionaram um espetáculo lindo, com direito a ‘ola’, na noite deste domingo (17). O número é o segundo maior da atual edição da Série A2, atrás apenas da partida do acesso, contra o Rio Claro. A renda foi de R$ 189.070,00.

Ficha técnica

Portuguesa 2 x 0 São Bento

Data: 17/04/2022, domingo

Local: Estádio Doutor Oswaldo Teixeira Duarte, o Canindé, em São Paulo (SP)

Hora: 19h (de Brasília)

Árbitro: Douglas Marques das Flores (SP);
Assistentes: Mauro André de Freitas e Gustavo Rodrigues de Oliveira (ambos SP);
VAR: José Cláudio Rocha Filho (SP)

Gols: Naldo, aos 42′ do primeiro tempo e Sacoman, contra, 16′ do segundo tempo, para a Portuguesa.

Portuguesa: Thomazella; Luis Ricardo, Naldo (Hudson), Patrick e Eduardo Diniz; Marzagão, Tauã e Daniel Costa (Geovani); Luan, Léo Castro (Cesinha) e Gustavo França (Railan).
Técnico: Sérgio Soares.

São Bento: Zé Carlos; Eliandro, Victor Pereira, Diego Sacomam e Foguinho (Denis Neves); Victor Bolt (Wilson Júnior), Serginho, Diogo Oliveira e Gian (Fabinho); Marcos Nunes (Francis) e Cristiano.
Treinador: Paulo Roberto Santos.



FONTE: TRIBUNA DE MINAS

PEDRO SILVA
PEDRO SILVA
SÓCIO GERENTE DO JORNAL ACONTECEU.

MAIS NOTÍCIAS