domingo, julho 21, 2024

InícioCinema e SériesMorreu a atriz francesa Anouk Aimée - Notícias de cinema

Morreu a atriz francesa Anouk Aimée – Notícias de cinema

Atriz de filmes como “Um homem e Uma Mulher”, “Oito e Meio” e “Pret a Porter”, tinha 92 anos.

A atriz francesa Anouk Aimée morreu terça-feira aos 92 anos. Ganhou fama internacional com o filme “Um Homem e Uma Mulher” de Claude Lelouch, que receberia a Palma de Ouro no Festival de Cannes em 1966. O drama de amor valeu-lhe ainda um Globo de Ouro para melhor atriz e a nomeação para um Óscar.

Em 2019, reapareceu ao lado de Jean-Louis Trintignant para uma sequela, “Os Melhores Anos da Nossa Vida”.

Ao longo da longa carreira, Anouk Aimée trabalhou com nomes decisivos do cinema europeu como Bernardo Bertolucci, Vittorio de Sica, ou André Delvaux.

Foi dançarina de cabaret e mãe solteira em “Lola”, de Jacques Demy, e apareceu de cabelo curto e óculos escuros como a liberada Maddalena em “La Dolce Vita” de Federico Fellini, com quem voltaria a trabalhar em “Oito e Meio”, no qual interpreta a mulher de Mastroianni, Luisa.

O papel de uma mulher com problemas psiquiátricos em “Salto no Vazio”, de Marco Bellocchio, deu-lhe o Grande Prémio de intepretação feminina no Festival de Cannes de 1980.

Em 2003, foi distinguida com um Urso de Ouro pelo Festival de Berlim pelo conjunto da carreira. Em 2006, Cannes prestou-lhe a justa homenagem.

Nascida a 27 de abril de 1932 em Paris, Françoise Dreyfus era filha de atores e adotou o nome personagem do seu primeiro papel no cinema, Anouk em “La Maison sous la mer” (1947) de Henri Calef, aos 13 anos. Foi Jacques Prévert que, durante a rodagem de outro filme, lhe sugeriu o apelido Aimée.

Em 1949, ganhou importância como protagonista em “Os Amantes de Verona”, de André Cayatte. Seguiram-se filmes como “Le rideau cramoisi” (Alexandre Astruc), “L’homme qui regardait passer les trains” (Harold French), “Pot Bouille” (Julien Duvivier) e “Montparnasse 19” (Jacques Becker).

Também rodou nos Estados Unidos, com George Cukor e Sidney Lumet. Mais tarde, participou no filme de Robert Altman “Prêt à porter” (1994).

Casou três vezes, com o cineasta Nico Papatakis, com quem teve uma filha, com o cantor e compositor Pierre Barouh e com o ator britânico Albert Finney.

Anouk Aimée vivia no bairro parisiense de Montmartre, rodeada de filmes e animais de estimação.



FONTE: https://filmspot.pt/

PEDRO SILVA
PEDRO SILVA
SÓCIO GERENTE DO JORNAL ACONTECEU.

MAIS NOTÍCIAS