segunda-feira, abril 15, 2024

InícioCinema e SériesPrémios César 2024: vitória para "Anatomia de Uma Queda" - Notícias de...

Prémios César 2024: vitória para “Anatomia de Uma Queda” – Notícias de cinema

O filme de Justine Triet saiu do Olympia de Paris com seis prémios numa noite onde se falou de igualdade, abusos, guerra e direitos humanos.

“Anatomia de uma Queda” ganhou a noite dos prémios César do cinema francês. Foi votado o melhor filme do ano e a realizadora Justine Triet tornou-se a segunda mulher a vencer a categoria de melhor realização, com Sandra Hüller a ser a melhor atriz e Swann Arlaud o melhor secundário. A história ambígua do julgamento de uma escritora acusada de matar o marido recebeu ainda os César para melhor argumento original e montagem.

Entregues sexta-feira à noite no Olympia em Paris, os troféus anuais do cinema francês ficaram marcados por fortes intervenções políticas e sociais.

A atriz Judith Godrèche foi aplaudida de pé com um discurso em que voltou a apontar o dedo ao encobrimento de abusos sexuais na indústria cinematográfica e criticou a “impunidade” com que certos elementos proeminentes do setor atuaram durante décadas.

No discurso de abertura, a presidente da cerimónia, Valérie Lemercier, já referira o caso elogiando a mudança de hábitos. 

Nomes importantes do cinema em França têm sido alvo de queixas e de processos judiciais: Gérard Depardieu, por violação e agressão sexual, Dominique Boutonnat, presidente do Centro Nacional de Cinema (CNC), por, alegadamente, ter abusado de um familiar, e os realizadores Benoît Jacquot e Jacques Doillon por violência sexual e física a menores, algo que os envolvidos negam.

Justine Triet dedicou o César de melhor realização a todas as mulheres; a tunisina Kaouther Ben Hania e o franco-belga Arieh Worthalter pediram o cessar-fogo em Gaza e a proteção da vida de todos os envolvidos no conflito.

Vencedores dos Prémios César 2024

  • Melhor filme: “Anatomia de Uma Queda”, de Justine Triet
  • Melhor realização: Justine Triet, por “Anatomia de Uma Queda”
  • Melhor atriz: Sandra Hüller, por “Anatomia de Uma Queda”
  • Melhor ator: Arieh Worthalter por “O Processo Goldman”
  • Melhor atriz secundária: Adèle Exarchopoulos, por “Je verrai toujours vos visages”, de Jeanne Herry
  • Melhor ator secundário: Swann Arlaud, por “Anatomia de Uma Queda”
  • Revelação masculina: Raphaël Quenard, por “Chien de la casse”
  • Revelação feminina: Ella Rumpf, por “O Teorema de Marguerite”
  • Melhor filme estrangeiro: “Simple comme Sylvain”, de Monia Chokri
  • Melhor documentário: Kaouther Ben Hania, por “Quatro Filhas”
  • Melhor filme de animação: Chiara Malta e Sébastien Laudenbach, por “Linda veut du poulet!”
  • Melhor primeira obra:  “Chien de la Casse”, de Jean-Baptiste Durand
  • Melhor curta metragem de ficção: Alice Douard, por “L’Attente”
  • Melhor curta metragem de animação: Mathilde Bédouet, por “Eté 96”
  • Melhor curta metragem documental: “La Mécanique des fluides”, de Gala Hernandez Lopez
  • Melhor argumento original: Justine Triet e Arthur Harari por “Anatomia de Uma Queda”
  • Melhor argumento adaptado: Valérie Donzelli e Audrey Diwan, por “Só Nós Dois”
  • Melhor montagem: Laurent Sénéchal, por “Anatomia de Uma Queda”
  • Melhor direção de Fotografia: David Cailley, por “O Reino Animal”
  • Melhor banda sonora original: Andrea Laszlo de Simone, por “O Reino Animal”
  • Melhores efeitos visuais: Cyrille Bonjean, Bruno Sommier e Jean-Louis Autret, por “O Reino Animal”
  • Melhor som: Fabrice Osinski, Raphaël Sohier, Matthieu Fichet e Niels Barletta por “O Reino Animal”
  • Melhor cenário: Stéphane Taillasson, por “Os Três Mosqueteiros”
  • Melhor guarda-roupa: Ariane Daurat, por “O Reino Animal”, de Thomas Cailley



FONTE: https://filmspot.pt/

PEDRO SILVA
PEDRO SILVA
SÓCIO GERENTE DO JORNAL ACONTECEU.

MAIS NOTÍCIAS