Últimas Notícias

Policiais civis e penais manifestam contra a Reforma da Previdência na Zona da Mata e Vertentes

Categoria alega que projeto foi enviado para a Assembleia Legislativa de Minas Gerais em meio à pandemia da Covid-19, sem que ele seja amplamente discutido.

Por G1 Zona da Mata


Servidores da segurança pública, como policiais civis e penais de Juiz de Fora, Ubá, Muriaé, Viçosa, Leopoldina, Barbacena e São João del Rei fizeram manifestações na manhã desta terça-feira (14). A categoria é contra a Reforma da Previdência Estadual proposta pelo governador Romeu Zema (Novo).

De acordo com o vice-presidente do Sindicato dos Servidores da Polícia Civil (Sindpol), Marcelo Armstrong, o projeto foi enviado para a Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) em meio à pandemia da Covid-19, sem que ele seja amplamente discutido pela sociedade e pelos profissionais.

O projeto de reforma, a PEC 55/2020, tramita na ALMG e deve ser votado em agosto. Até lá, as alterações nas respectivas leis devem ser aprovadas por estados e municípios até 31 de julho.

Entre os itens que o grupo contesta, também estão as propostas de aumento das alíquotas de desconto dos funcionários público ao regime de previdência do Estado, que pode chegar a 19%.

Manifestação da classe em Viçosa — Foto: Sindpol/Divulgação

Manifestação da classe em Viçosa — Foto: Sindpol/Divulgação

Tramitação na Assembleia

Na semana passada, a Comissão de Administração Pública da ALMG deu parecer favorável à proposta do governo, que segue, agora, para análise da Comissão do Trabalho, da Previdência e da Assistência Social.

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) aprovou pareceres que retiram itens administrativos da reforma dos servidores públicos. Na ocasião, foram apresentados substitutivos que propõem o desmembramento da PEC 55/20 e do PLC 46/20. Ele separa os assuntos diretamente ligados à previdência das questões apenas administrativas e que alteram a política remuneratória dos servidores.

Posição do Governo

O Governo do Estado enviou posicionamento sobre a proposta da Reforma da Previdência. Veja abaixo na íntegra.

“A Reforma da Previdência, apresentada pelo Governo de Minas para os servidores públicos estaduais, segue um movimento mundial que busca garantir sustentabilidade agora e no futuro para as aposentadorias. Isso acontece, felizmente, pelo aumento da expectativa de vida da população, entre outras razões. Importante ressaltar que as mudanças previstas não afetam os benefícios já usufruídos pelos servidores e respeitam o direito adquirido, assim como o abono permanência.

É fundamental que o sistema previdenciário seja capaz de proteger quem se dedica à prestação de serviço público, garantindo o pagamento de aposentadoria e pensões em dia e de forma digna. Um sistema previdenciário sustentável contribuirá também para a melhor prestação de serviços públicos para a população e para a valorização do servidor em atividade. A construção do futuro é pauta suprapartidária.

O Governo de Minas enviou a proposta à Assembleia ciente da importância da análise por parte de parlamentares e de debates envolvendo servidores e população no Legislativo durante a tramitação.”

Related Articles

Dr Ricardo convidou pessoas de vários seguimentos para enfrentamento ao COVID

William Dolavale

São João Nepomuceno agora tem três casos em investigação, sendo um óbito

William Dolavale

Detento do Ceresp testa positivo para Covid-19

William Dolavale

Grupo tático da PRF de Leopoldina apreende 23 Kg de maconha durante fiscalização em Barroso

William Dolavale

Passageiro de ônibus é preso pela PRF com 02 kg de cocaína na BR-116 em Leopoldina.

William Dolavale

ACIDENTE GRAVÍSSIMO NA BR-116, LOCALIDADE DE ÁGUA QUENTE EM TERESÓPOLIS-RJ

William Dolavale

Operação Além Segura prende 5 suspeitos na Zona da Mata

William Dolavale

Carangola: operação conjunta combate esquema de sites falsos de leilões de veículos

William Dolavale

Investidor paga R$ 3 bilhões por quase 20% de ativos da Energisa

William Dolavale

PCMG deflagra terceira fase da operação Marcos,4:22 na Zona da Mata

William Dolavale