Brasil e Mundo

APÓS PERSEGUIÇÃO A 115KM/H, MOTORISTA SE JUSTIFICA: ‘MUITA VONTADE DE FAZER COCÔ’

Por JF Informa

Uma mulher perseguida pela polícia a 115km/h em perímetro urbano acabou se justificando pelo excesso de velocidade de uma forma inusitada, na manhã da última terça-feira (15/9).

“Estou com muita vontade de fazer cocô”, disse Emily Sindt Owings, de 28 anos, ao ser parada na cidade de Enid (Oklahoma, EUA).

Abordada pelos policiais, Emily não tinha carteira de identidade. Ela apresentou apenas um cartão para a retirada de maconha medicinal.

Ao acessar o sistema de controle, um dos policiais descobriu que a carteira de motorista da americana havia sido revogada, contou a emissora KARK.

“Por que vocês não me deixam ir?”, perguntou Emily.

“Porque a sua carteira está suspensa”, respondeu um agente.

“Eu não sabia. Se soubesse, não dirigiria mais”, retrucou a americana.

Emily, então desculpou-se e afirmou:

“Por favor, posso ir para casa fazer cocô?”

Ela não pôde. A motorista acabou presa. Ao ser levada para a viatura, ela perguntou:

“Posso fazer cocô no seu carro?”

Policiais encontraram metanfetamina e material para consumo de droga no carro de Emily.

Informações: Extra

Related Articles

GOVERNO ANUNCIA HOJE PLANO NACIONAL DE VACINAÇÃO CONTRA COVID-19

William Dolavale

CERCA DE 120 RODOVIÁRIOS SÃO DEMITIDOS EM JUIZ DE FORA

William Dolavale

Corpos amontoados pelo chão do IML e longa fila de carros funerários retratam o colapso do Pará

William Dolavale

Tornados e temporais derrubam caminhões e causam destruição em Santa Catarina

William Dolavale

Arroz a R$ 40? Entenda como a alta do arroz virou um pepino para o governo

William Dolavale

UFJF inicia projeto comemorativo de seus 60 anos

William Dolavale

Brasil completa dois meses sem titular à frente do Ministério da Saúde

William Dolavale

Semana termina mais cedo nas repartições públicas; confira o que abre e fecha no fim de semana prolongado

William Dolavale

Vítima de acidente na 040 é identificada. Acidente deixou vários feridos

William Dolavale

Idosa de 81 anos dada como morta acorda em necrotério e tenta fugir

William Dolavale

Deixe um comentário