Brasil e Mundo

Quais são os impostos que incidem na compra de um carro novo no Brasil?

Conheça quais são os tributos cobrados no valor de venda dos automóveis 0 km.

A pesquisa para comprar um novo veículo exige muita busca, conhecimento sobre diferentes modelos e estudo sobre as melhores condições de pagamento. Mas quando você decide comprar carro on-line ou em uma concessionária, um dos aspectos que precisa prestar atenção são os impostos cobrados no valor final do veículo.

Não sabe quais são eles? Sem problemas: apresentamos abaixo a relação deles e o valor de alíquota de cada um.

Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS)

Um dos principais tributos cobrados é o ICMS, responsável pela maior porcentagem no preço do automóvel. O seu cálculo é feito sobre o valor da nota fiscal do veículo. Por ser um imposto estadual sem uma destinação específica, a porcentagem cobrada por ele irá variar em cada estado brasileiro.

Por exemplo, em São Paulo, a alíquota para veículos 0 km subiu em 2021, passando de 12% para 14,5%. Para consultar o valor cobrado no seu estado, o motorista deve consultar a Secretaria da Fazenda de onde ele mora.

Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins)

Já o Cofins é um imposto federal, que apresenta uma alíquota de 7,6% sobre o preço final do automóvel. O valor arrecadado pelo imposto é utilizado para financiamento do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), responsável pelo pagamento de aposentadorias, pensões e seguro-desemprego.

Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI)

Outro exemplo de tributo federal e que, portanto, tem o mesmo valor em todos os estados. Como a sua arrecadação é destinada ao Tesouro Nacional, muitas vezes o Governo Federal diminui a alíquota cobrada ou até mesmo concede isenções com o objetivo de estimular a economia.

No caso dos automóveis, o que determina o valor da alíquota cobrada é a potência do motor do modelo. Por isso, o seu valor varia entre 7% e 25%.

Programa de Integração Social (PIS)

Esse tributo tem o objetivo de oferecer abono salarial aos trabalhadores que recebam um salário mínimo. Entre os impostos cobrados, é o de menor alíquota: apenas 1,65%.

IPVA e licenciamento

Os impostos citados acima incidem sobre o valor final do veículo. Porém, o motorista ainda precisa pagar outros tributos todos os anos. Um deles é o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), um imposto estadual que varia em cada estado — em São Paulo ele é de 4%, por exemplo.

Outro pagamento anual que varia em cada estado é o licenciamento do veículo. Ele serve para atestar que o carro está em conformidade com as normas ambientais e de segurança, autorizando a circulação dele pelas vias. É por meio do pagamento dele que o motorista tem direito ao Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV), um documento de porte obrigatório.

Casos de isenção

Para além de isenções momentâneas, como é o caso do IPI em certos períodos, a legislação brasileira prevê isenções fixas em algumas circunstâncias. Uma delas são os casos das pessoas com deficiência física ou mental, que são isentas de pagar ICMS, IPI, IPVA e IOF (para veículos financiados) na aquisição de um veículo novo a cada dois anos.

A lista de condições que se beneficiam desta isenção é extensa, portanto, é preciso se informar sobre quais são elas. No caso do IPVA, o direito de isenção varia conforme o estado, sendo necessário verificar se sua unidade federativa realiza. Quando os valores são descontados, o preço do veículo pode ficar até 22% mais barato.

Outros isentos de ICMS, IPI e IOF são os taxistas, que utilizam os carros para trabalharem — no caso do IOF, essa isenção ocorre uma vez na vida. Já os outros dois impostos têm isenção concedida a cada dois anos.

Fonte: Gear Seo

Related Articles

CPMF de Guedes não será apenas digital e atingirá todas as transações financeiras

William Dolavale

OMS alerta que vacinas estão escassas nos países mais pobres

William Dolavale

ACUSADO DE FURTAR CARGA DE CARRETA EM ACIDENTE (TOMBO), HOMEM FOI PRESO PELA PRF DE LEOPOLDINA-MG

William Dolavale

Após aglomerações, Rio veta consumo de bebidas após 21h em ambientes externos

William Dolavale

No “limite da barbárie”, diz Le Monde sobre situação da pandemia no Brasil

William Dolavale

PRF apreende seda do Paraguai avaliada em mais de um milhão de reais e Carreta de gás em Juiz de Fora.

William Dolavale

Faturamento do setor de turismo no Brasil tem redução de 33,6% em 2020

William Dolavale

FORD ENCERRA SUA PRODUÇÃO NO BRASIL

William Dolavale

Bicas: entrega de kit’s merenda e apostilas

William Dolavale

Histórico! SBT vai a 34 pontos no Ibope; Globo fica em 17

William Dolavale